Podcasts de história

Anderson University

Anderson University


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Situada em Anderson, Indiana, a Anderson University se esforça para educar as pessoas para uma vida de fé e serviço na igreja e na sociedade. Esta instituição educacional distinta é dedicada a cultivar em cada indivíduo uma consciência do mundo físico, um senso de história, maturidade espiritual e uma apreciação da cultura. Fundada em 1917 pelo movimento da Igreja de Deus, a universidade tem como objetivo formar pessoas com uma perspectiva global. No início, era conhecida como Anderson Bible Training School, que cresceu tremendamente para oferecer programas de educação geral mais amplos. Mais tarde, mudou seu nome para Anderson College and Theological Seminary, depois para Anderson College e, por fim, para Anderson University. Hoje, a universidade cresceu e inclui um programa de graduação em artes liberais, uma pós-graduação em Teologia, um centro de educação de adultos e o College of Professional Studies. Credenciada pela Higher Learning Commission da North Central Association, a Anderson University está autorizada pela lei federal a matricular estudantes estrangeiros não-imigrantes. Os programas e cursos oferecidos são totalmente credenciados e ministrados por professores excepcionalmente qualificados e experientes. Com seu campus panorâmico, a universidade oferece programas de pós-graduação, como a Escola de Teologia, a Escola de Negócios Falls, a Escola de Educação e a Escola de Enfermagem. Uma ampla gama de especializações é oferecida em áreas como contabilidade, treinamento atlético, química, ciência da computação, história, psicologia, serviço social, estudos gerais em arte e design, música da igreja, estúdio de belas artes e comunicação de massa. Programas de aprendizagem para adultos oferecido na Escola de Educação de Adultos; Educação Internacional, Centro de Aprendizagem Kissinger que oferece programas em grupo e individualizados para ajudar a aumentar a eficiência na escrita, leitura e estratégias de aprendizagem são instalações adicionais. Além disso, esta instituição cristã privada oferece programas de Saúde Pré-Profissional, Programa de Honras e Programa AVANÇADO. atividades que facilitam o desenvolvimento social, emocional, físico, intelectual e espiritual são promovidas. No campus da universidade está a Biblioteca da Universidade Nicholson, que contém uma ampla variedade de livros, periódicos, periódicos e documentos governamentais. Arquivos e coleções especiais concentram-se em materiais não publicados, como cartas, manuscritos e relatórios. O Museu da Bíblia e Estudos do Oriente Próximo da Universidade de Anderson abriga artefatos originais de muitos períodos do Antigo Oriente Próximo. Além do acima, o campus apresenta Reardon Auditório, Centro de Bem-Estar Kardatzke de 13.000 metros quadrados, Centro de Belas Artes Krannert, Morrison Hall, Estátua de Morrison, OC Lewis Gymnasium and Broadcasting Center.Ferecido ao seu papel como uma instituição educacional, a universidade recebe estudantes de todas as nacionalidades, raças e credos.


Anderson recebeu seu B.A. da Colorado State University em 1971 e seu Ph.D. de Harvard em 1981. Ele lecionou em Harvard e na University of Colorado, Boulder, onde atualmente é Professor Emérito de História. Ele recebeu bolsas do National Endowment for the Humanities, do Charles Warren Center da Harvard University, da Guggenheim Foundation e da Rockefeller Foundation.

Ele é o autor ou editor de cinco livros, incluindo Cadinho da Guerra: A Guerra dos Sete Anos e o Destino do Império na América do Norte Britânica, 1754-1766 (Nova York: Alfred A. Knopf, 11 de fevereiro de 2000 Londres: Faber e Faber, 2000), que ganhou o Prêmio Mark Lynton de História e o Prêmio Francis Parkman de 2001 como o melhor livro da história americana. Junto com Andrew Cayton (Miami University), ele publicou recentemente O Domínio da Guerra: Império e Liberdade na América do Norte, 1500-2000 (Nova York: Viking London: Atlantic Books, 2005).

Seu mais novo livro, A guerra que fez a América: uma breve história da guerra francesa e indiana (Viking) é um companheiro da série de quatro horas da PBS "The War that Made America", que foi transmitida em 18 e 25 de janeiro de 2006. [1] A série e o livro foram lançados para coincidir com o 250º aniversário dos franceses e Indian War, organizado pela French and Indian War 250 Inc., como parte de um esforço colaborativo com uma variedade de museus, locais históricos e workshops educacionais em vários estados.

No final de 2006, foi anunciado que Anderson e Cayton receberam o volume do período colonial posterior (Volume II: 1674-1764) do mais novo (e parcialmente publicado) História de Oxford dos Estados Unidos.

O professor Anderson aposentou-se da University of Colorado-Boulder em 2018. [2]


Paul Christopher Anderson nomeado historiador universitário

Um membro do corpo docente de longa data que ensina história aos alunos contará a história da universidade para o mundo. Professor associado e coordenador de pós-graduação, Paul Christopher Anderson, Ph.D. foi nomeado historiador da Clemson University.

Paul Christopher Anderson, historiador da Clemson & # 8217s, a partir de 16 de maio.

“Dr. Anderson é um excelente acadêmico e demonstrou uma verdadeira paixão em dar vida à história de uma forma altamente consumível para guiar a humanidade a um futuro melhor ”, disse o vice-presidente executivo de Assuntos Acadêmicos e reitor Robert H. Jones. Anderson se reportará diretamente a Jones enquanto permanece envolvido nas atividades do Departamento de História e de seus colegas.

Em sua nova função, Anderson aproveitará os esforços significativos do historiador anterior, Jerry Reel. Anderson irá desenvolver resumos escritos e interpretações da história de Clemson para continuar o trabalho de Reel, colaborando com a administração da Universidade, comitês de força-tarefa de história atual e futura e curando os registros históricos da Universidade em parceria com Coleções Especiais de Bibliotecas da Universidade.

A posição de Anderson será essencial para descobrir e contar a história completa da Clemson University. Seu trabalho serve para desenvolver programas e iniciativas destinadas a compreender e interpretar a história de Clemson evidenciada por meio de exemplos como eventos de History in Plain Sight e passeios históricos ou materiais exibidos em um site dedicado. Além disso, Anderson irá desenvolver recomendações para marcadores históricos para consideração pelo Conselho de Curadores e fornecer conselhos e supervisão sobre questões de história e tradição que requerem interpretação, experiência e sensibilidade.

Anderson ingressou na Clemson University em 2000 após graduar-se com seu Ph.D. da Universidade do Mississippi e rapidamente causou impacto. Ele estava entre os perfilados em Publicação dos melhores 300 professores pela Princeton Review. Em 2004, ele foi nomeado Alumni Master Teacher, um prêmio para o ensino superior em sala de aula, que é concedido a um membro do corpo docente indicado pelo corpo discente e selecionado pelo Conselho de Alunos Alunos.

Suas áreas de especial interesse são o Sul dos Estados Unidos e a Guerra Civil Americana. Livro de Anderson, Uma breve história da Guerra Civil Americana, será publicado em setembro de 2019 pela Bloomsbury (Reino Unido).


Anderson University - História

Localizada na vibrante cidade de Anderson, na região de rápido crescimento de Upstate South Carolina, a Anderson University é uma universidade cristã de artes liberais seletiva e abrangente que oferece bacharelado, mestrado e doutorado no campus, online e no University Center em Greenville. Os alunos podem escolher entre 59 programas de graduação principal, 38 concentrações, 46 menores, 18 programas de mestrado e doutorado e 8 programas de certificação.

A Anderson University está entre as universidades privadas que mais crescem no país, de acordo com o Departamento de Educação dos EUA e o Chronicle of Higher Education Almanac. O aumento das matrículas conta apenas parte da história, no entanto, a razão para isso é a reputação de Anderson como uma instituição de primeira linha de ensino superior e o status entre as melhores universidades regionais do Sul, como reconhecido por ambos U.S. News & amp World Report e The Princeton Review. Avançar, U.S. News & amp World Report para 2020 nomeado Anderson como uma das escolas de "melhor valor" entre as universidades regionais no sul, e o Wall Street Journal nomeado Anderson nº 27 como melhor envolvimento estudantil entre todas as universidades dos Estados Unidos.

No centro de nosso programa educacional está um compromisso intransigente com as artes liberais como um meio de preparar os alunos com uma amplitude e profundidade de conhecimento de que eles precisam não apenas para ter sucesso na carreira de sua escolha, mas para ter sucesso em todos os domínios da vida - na família, na comunidade, no trabalho e na igreja.

Estamos felizes por você estar explorando nosso site hoje. A melhor maneira de aprender sobre a AU é visitar nosso campus e conversar com nossos alunos, professores e funcionários. Siga este link para agendar uma visita, ou ligue para nosso Escritório de Admissões em 864-231-2030.

Na Anderson University, educamos a pessoa como um todo. Queremos estimular nossos alunos a crescer em conhecimento, saúde pessoal e fé.


Anderson University - História

Corpo Docente em Meio Período - História

A Anderson University (Carolina do Sul) e a College of Arts and Sciences procuram instrutores para as próximas vagas de adjunto em História. As áreas de necessidade imediata incluem História dos Estados Unidos, História Mundial e História da Carolina do Sul. A Anderson University é uma universidade inovadora, empreendedora e abrangente de artes liberais afiliada à South Carolina Baptist Convention. Os candidatos com um forte sistema de valores cristãos, estilo de vida e compromisso com a integração da fé e do aprendizado são incentivados a se inscrever.

Os requisitos mínimos são o grau de mestre, que inclui 18 horas de pós-graduação na disciplina de ensino. Experiência de ensino em nível universitário de preferência. As aulas podem incluir ofertas online, híbridas, tradicionais sentadas, noturnas ou fora do local.

Para garantir a consideração completa, envie uma carta de inscrição, currículo, declaração de filosofia de ensino e uma inscrição para o corpo docente da Anderson University para:

Jennifer Campbell, assistente administrativa, Faculdade de Artes e Ciências
Anderson University
316 Boulevard
Anderson, SC 29621
As inscrições por e-mail podem ser enviadas para [email protected] Envios eletrônicos são preferidos.

Sobre nosso compromisso com a diversidade

A Anderson University está comprometida em desenvolver um campus e uma cultura diversificada que reflitam o Reino de Deus e a unidade bíblica. A Anderson University não discrimina ilegalmente com base na raça, cor, nacionalidade ou origem étnica, sexo, deficiência, idade, religião, informação genética, condição de veterano ou militar, ou qualquer outra base na qual a Universidade seja proibida de discriminação local, lei estadual ou federal, em seu emprego ou na prestação de seus serviços, incluindo, mas não se limitando a seus programas e atividades, admissões, políticas educacionais, programas de bolsas de estudos e empréstimos e programas atléticos e outros programas administrados pela Universidade. A fim de cumprir seu propósito, a Universidade pode discriminar legalmente com base na religião no emprego. A Universidade recebeu isenção de certos regulamentos promulgados sob o Título IX das Emendas de Educação de 1972 que conflitam com os princípios religiosos da Universidade.

Por favor, encaminhe perguntas sobre nosso compromisso com a diversidade para a Dra. L. Dianne King, Vice-presidente Associado de Desenvolvimento do Aluno / Decano de Sucesso do Aluno / Coordenador do Título IX, Thrift Library Office 203, 316 Boulevard, Anderson, SC 29621, (864) 231- 2026, [email protected] ou para o Escritório de Direitos Civis, Departamento de Educação dos EUA em [email protected]

316 Boulevard
Anderson, Carolina do Sul 29621
Contate-nos | 864.231.2000


Conteúdo

Anderson Court House Editar

Cherokee se estabeleceu pela primeira vez na área do que hoje é a cidade de Anderson. Durante a Revolução Americana, o Cherokee ficou do lado dos britânicos. Após a Guerra Revolucionária Americana, as terras dos Cherokee foram adquiridas como reparação de guerra e colonizadas. Em 1791, o Legislativo da Carolina do Sul criou o Distrito de Washington, que compreendia os condados de Greenville, Anderson, Oconee e Pickens. O distrito de Washington foi então dividido em distritos de Greenville e Pendleton. Anderson, Pickens e Oconee compunham o recém-criado distrito de Pendleton. Anderson foi estabelecido em 1826 e incorporado em 1828 como Anderson Court House, separado do distrito de Pendleton. O nome Anderson é uma homenagem a Robert Anderson, que lutou na Guerra Revolucionária Americana e também explorou a região de Anderson em meados do século XVIII. O distrito de Anderson (mais tarde condado de Anderson depois de 1867) também foi estabelecido em 1826 no distrito de Pendleton.

Em 1851, o Seminário Feminino Johnson foi estabelecido em Anderson como a primeira faculdade da cidade, e recebeu o nome de William Bullein Johnson. Um ano depois, o seminário foi rebatizado de Johnson University. [6] Durante a Guerra Civil Americana, a Johnson University foi fechada e convertida em um tesouro confederado. Em 1º de maio de 1865, as forças sindicais invadiram Anderson em busca do tesouro confederado. O escritório do tesouro de Anderson foi saqueado pelas forças da União, e o prédio principal da Universidade Johnson foi usado como sede da União. Uma pequena escaramuça estourou na Batalha de Anderson, levando a duas baixas da União. [7] Após a guerra, uma guarnição da União foi estacionada em Anderson.

The Electric City Editar

Anderson se tornou uma das primeiras cidades no sudeste dos Estados Unidos a ter eletricidade. A eletricidade para Anderson foi estabelecida por William C. Whitner em 1895 em uma usina hidrelétrica no Rio Rocky, dando à cidade o nome de Cidade Elétrica. Anderson também se tornou a primeira cidade no mundo a fornecer uma descaroçadora de algodão por eletricidade. Em 1895, Anderson Court House foi renomeado para Anderson. [8] [9] Em 1897, a planta de Whitner foi atualizada com uma estação geradora de 10.000 volts em Portman Shoals. A usina de Whitner em Portman Shoals se tornou a primeira usina hidrelétrica nos Estados Unidos a gerar alta tensão sem transformadores elevadores. [10] A barragem de Portman foi destruída em 1901, forçando Anderson na escuridão até que foi reconstruída em 1902. [ citação necessária ]

Anderson College Editar

Em 1911, o Anderson College foi estabelecido pela Câmara de Comércio de Anderson. O Anderson College foi o sucessor do Seminário Feminino Johnson e é afiliado à Convenção Batista da Carolina do Sul, em particular à Primeira Igreja Batista de Anderson. O Anderson College tornou-se uma faculdade junior coeducacional de dois anos em 1930 e, em 2006, tornou-se a Anderson University. [11]

Anderson está localizado no canto noroeste da Carolina do Sul, no planalto de Piemonte. Anderson fica a 1 hora de carro das Montanhas Blue Ridge e a 4 horas de carro da costa da Carolina do Sul. Anderson fica aproximadamente no meio do movimentado corredor I-85 entre Atlanta e Charlotte.

De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área total de 14,6 milhas quadradas (37,9 km 2), das quais 14,6 milhas quadradas (37,8 km 2) são terrestres e 0,039 milhas quadradas (0,1 km 2), ou 0,30%, está coberto pela água. [12]

Bairros históricos Editar

Editar parques

    - Um campo de futebol / estádio em 12 acres (4,9 ha) de terreno na White Road, foi reformado em 2007 com assentos em estilo de estádio. É o lar dos cavalos de Troia da Anderson University. - Uma área de 300 acres (120 ha), que inclui o Anderson Civic Center, uma instalação de 37.000 pés quadrados (3.400 m 2), bem como um dos maiores anfiteatros da Carolina do Sul que pode acomodar 15.000 pessoas, um enorme castelo como estrutura de jogo com equipamentos de jogo, um centro esportivo de 64 acres (26 ha) com sete campos de beisebol / softball, três campos de futebol, um campo de golfe de disco e oito quadras de tênis. O lago tem um parque, abrigos para piquenique e quilômetros de trilha natural. O centro é a maior área recreativa de Anderson.

A economia de Anderson gira em torno da manufatura. Possui mais de 230 fabricantes, incluindo 22 empresas internacionais. No condado, Anderson tem um clima de negócios próspero. Suas principais indústrias incluem fabricantes de produtos automotivos, produtos de metal, maquinário industrial, plásticos, editoras e têxteis. Duas indústrias que muitas vezes se interconectam são as de plástico e automotiva. Mais de 27 fornecedores da BMW estão na região norte do estado, que é reconhecida internacionalmente como um centro de fornecedores automotivos. A indústria de plásticos tem forte presença no interior do estado, com 244 empresas de plástico localizadas nos 10 condados do noroeste do estado. O Condado de Anderson, em particular, tem 11 fornecedores automotivos e é um grande player na indústria de plásticos, com 27 empresas de plásticos localizadas dentro de suas fronteiras. [ citação necessária ]

A AnMed Health é um dos principais empregadores do condado e a rede de atenção primária à saúde de Anderson. O AnMed Health Medical Center é o principal centro médico, oferecendo todas as comodidades de um hospital padrão, bem como um centro cardíaco e vascular e um centro neurológico / de AVC. Localizado a 2,5 milhas ao norte da instalação está o Campus de Saúde da AnMed, que inclui um hospital para mulheres e crianças, cuidados para menores, centro de câncer, terapia da fala e ocupacional e muito mais. O Hospital de Reabilitação da AnMed está localizado entre as duas instalações. A AnMed recebeu recentemente atenção nacional sendo premiada com o "National Presidents Circle Award" e com o "American College of Cardiology Foundation 2012 NCDR ACTION Registry – GWTG Platinum Performance Achievement Award."

Além desses três hospitais da rede, a AnMed também opera uma série de instalações menores em toda a cidade e condado, que variam de uma clínica gratuita e atendimento médico a consultórios médicos.

A cidade de Anderson é atendida pelo Anderson County School System (especificamente, Anderson School District Five). O distrito escolar tem 11 escolas primárias, cinco escolas médias e duas escolas secundárias.

  • Calhoun Academy of the Arts
  • Centerville Elementary
  • Concord Elementary
  • Homeland Park Primary School
  • McLees Academy of Leadership
  • Escola Elementar de Ciência e Engenharia Midway
  • Escola Comunitária de Inovação Nevitt Forest
  • New Prospect STEM Academy
  • Escola Primária North Pointe
  • Academia de Comunicações e Tecnologia de Varennes
  • Whitehall Elementary, uma escola de comunicação global
  • McCants Middle School
  • Southwood Academy of the Arts
  • Robert Anderson Middle School
  • Glenview Middle School
  • Anderson Christian School
  • Boulevard Child Enrichment Center
  • Day Star School
  • Primeira Escola Diurna da Igreja Presbiteriana
  • Grace Kindergarten
  • New Covenant School
  • Oakwood Christian School
  • Escola Católica São José
  • Temple Christian Academy
  • West Anderson Christian Academy

Edição de ensino superior

Edição da Biblioteca

Anderson tem uma biblioteca pública, uma ramificação do Anderson County Library System. [13]

Airport Edit

Anderson é servido pelo Aeroporto Regional de Anderson County (IATA: E, ICAO: KAND) O aeroporto fica a 3 milhas (4,8 km) de Anderson e tem 2 pistas: 5/23 com 6.000 pés (1.800 m) e 17/35 com 5.000 pés (1.500 m). O aeroporto também possui helipontos. O aeroporto não tem torre de controle, mas pode acomodar aviões a jato regionais. Além disso, o aeroporto possui um pequeno terminal.

Editar estradas e rodovias

Anderson tem cinco saídas sinalizadas na I-85, atualmente a única rodovia da cidade. Várias rodovias notáveis ​​passam pela cidade, incluindo US Route 76 e US Route 178 co-assinadas ao longo de Clemson Boulevard, também conhecido como SC-Bus 28, e US Route 29 e Route 187 levando a Hartwell, Geórgia, ao sul e Greenville para o norte.

Em 2011, a construção começou em um novo conector leste-oeste que tem cerca de 3 milhas de comprimento entre Clemson Boulevard e South Carolina Highway 81. [14] Em 16 de agosto de 2010, o conector foi votado para ter quatro faixas com curvas e ciclovias, e uma data de conclusão definida em outubro de 2012. [15]

Em 8 de novembro de 2013, a East-West Parkway foi formalmente aberta ao tráfego.

Edição de trânsito público

Anderson tem quatro rotas de ônibus (Blue, Green, Red e Gold) que viajam para a maioria das principais áreas da cidade, operando a cada hora. [16] e também recebe serviço da Clemson Area Transit (CATS) através da rota 4U. [17] A cidade usa ônibus híbridos mais novos e bondes de estilo mais antigo que se assemelham aos antigos bondes de Anderson. A viagem de ônibus intermunicipal está disponível através da Greyhound Lines, localizada na West Whitner Street próximo ao centro da cidade.

Uma das alternativas do Corredor Ferroviário de Alta Velocidade Sudeste para uma rota Charlotte - Greenwood - Atlanta inclui uma parada em Anderson. [18] [19] Isso marcaria a primeira vez que o transporte ferroviário de passageiros chegou a Anderson, desde a passagem de Piemonte e Ferrovia do Norte em ca. 1947 [20] [21] e a Blue Ridge Railway em ca. 1951 de Anderson. [22] [23]

População histórica
Censo Pop.
1860625
18701,432 129.1%
18801,850 29.2%
18903,018 63.1%
19005,498 82.2%
19109,654 75.6%
192010,570 9.5%
193014,383 36.1%
194019,424 35.0%
195019,770 1.8%
196041,316 109.0%
197027,556 −33.3%
198027,546 0.0%
199026,184 −4.9%
200025,514 −2.6%
201026,686 4.6%
2019 (estimativa)27,676 [2] 3.7%
Censo Decenal dos EUA

No censo [24] de 2000, 25.514 pessoas, 10.641 domicílios e 6.299 famílias residiam na cidade. A densidade populacional era de 1.843,7 pessoas / sq mi (711,8 / km 2). As 12.068 unidades habitacionais em média 872,1 / sq mi (336,7 / km 2). A composição racial da cidade era 63,12% branca, 34,01% afro-americana, 0,22% nativa americana, 0,78% asiática americana, 0,72% de outras raças e 1,16% de duas ou mais raças. Hispânicos ou latinos de qualquer raça eram 1,48% da população.

Dos 10.641 domicílios, 25,4% tinham filhos menores de 18 anos morando com eles, 36,9% eram casais que viviam juntos, 18,7% tinham uma chefe de família sem marido presente e 40,8% não eram famílias. Cerca de 36,0% de todos os domicílios eram compostos por indivíduos e 16,3% tinham alguém morando sozinho com 65 anos ou mais. O tamanho médio da casa era de 2,22 e o tamanho médio da família era de 2,89.

Na cidade, a distribuição etária foi de 22,2% menores de 18 anos, 10,7% de 18 a 24 anos, 26,3% de 25 a 44 anos, 20,4% de 45 a 64 anos e 20,4% de 65 anos ou mais. A idade média era de 38 anos. Para cada 100 mulheres, havia 82,3 homens. Para cada 100 mulheres com 18 anos ou mais, havia 77,5 homens.

Anderson é a cidade central de uma área urbanizada com uma população total de 70.530 (censo de 2000). Esta área urbana está dentro da maior área estatística metropolitana de Greenville-Spartanburg.

Anderson é governado usando o sistema de prefeito-conselho. O prefeito é eleito solto. O conselho municipal é composto por oito membros, seis são eleitos por distritos e os outros dois são eleitos livremente.

    (1976-2020), ator (Pantera negra, 42, Suba, Capitão América guerra civil, Vingadores Ultimato) [25], jogador da Liga Principal de Beisebol com Philadelphia Athletics e Cleveland Indians de 1947 a 1953, legislador estadual, produtor musical [26], romancista, poeta e acadêmico, jogador de futebol profissional, vencedor do MTV's Legalmente loira, o musical: a próxima Elle Woods , ator (Deus Me Amigou), jogador de futebol profissional [27], jogador de futebol profissional, Canadian Football League, arranjador, compositor, maestro, artista e artista de gravação ex-aluno honorário (D. Hum.) da Anderson University (1799-1861), congressista dos Estados Unidos da Geórgia [28], jogador aposentado de basquete da NBA com o Phoenix Suns e Cleveland Cavaliers, três vezes All-Star, ex-governador da Carolina do Sul e presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Miss Carolina do Sul EUA 1994, Miss EUA 1994, personalidade da televisão e jornalista, dançarina / cantora da popular boy band V Factory, jogador de beisebol profissional do Boston Red Sox de 1974 a 1989, membro do National Baseball Hall of Fame, turma de 2009, atriz de série de televisão 90210 e A seguir , Jogador de beisebol profissional da Negro league de 1908 a 1929, gerente / treinador de 1929 a 1940, membro do National Baseball Hall of Fame, classe de 2006, jogador e gerente de beisebol profissional da Negro league [29], jogador de beisebol profissional da Negro league [30] , ex-jogador de futebol da AFL e da NFL, duas vezes All American na Michigan State University, 1965-66, o filme Rádio foi baseado em sua vida com T.L. Hanna High School em Anderson, SC. , geralmente reconhecido como o fundador pioneiro de Phoenix, Arizona, artista sulista de soul e blues, gravou seu primeiro disco pela Vee Jay Records. Os Beatles gravaram pela primeira vez no selo Vee Jay. Seu último trabalho foi DJ na rádio WANS em Anderson.

Anderson tem duas cidades irmãs, conforme designado por Sister Cities International .: [31]


Anderson University - História

A Anderson University e o Church of God Movement (Anderson, IN) têm uma rica herança. O Anderson University & amp Church of God Archives concentra-se na coleta, organização, preservação e descrição de registros históricos, como cartas, manuscritos, fotografias e relatórios, para que possam ser acessados ​​para pesquisa. Para uma visão geral mais completa, consulte o guia de arquivos. Para materiais visualizáveis ​​online, siga os links nas seções abaixo.

    - A Trombeta do Evangelho (mais tarde Cristianismo Vital) foi o principal veículo de publicação da Igreja de Deus de 1881-2007. É uma ferramenta de pesquisa ideal para aqueles interessados ​​em aprender mais sobre os líderes proeminentes, eventos históricos ou crenças únicas que ajudaram a estabelecer as bases para o que agora é a Igreja de Deus. Observe que as questões protegidas por direitos autorais (1924 e posteriores) estão acessíveis apenas no campus ou para o corpo docente, funcionários e alunos atuais da Anderson University. Para acesso a esses materiais fora do campus, clique aqui. - Lista anual de ministros e índice de congregações e estatísticas vitais para a Igreja de Deus. Observe que os volumes estão embargados até cinco anos após a data de publicação. - Edições históricas do jornal dirigido por estudantes da Anderson University. As edições estão disponíveis aqui cinco anos após a publicação. - Anuário anual da Anderson University (deixou de ser publicado em 2007). - Uma variedade de publicações históricas de ex-alunos (principalmente dos anos 1920-1950) que existiam antes da publicação da atual revista de ex-alunos, Signatures. - Bolsa de estudos produzida por alunos de Anderson, incluindo teses de honra, documentos do Dia do Estudante e discursos na capela do último ano. - Fotografias da história da Igreja de Deus e do Anderson College.


Você conhece a história de seus cantos favoritos?

/>

A calçada está repleta de atividades: alunos pegando um bagel do Bodos ou um lanche do Sheetz, famílias e moradores de Charlottesville comendo na calçada em seu restaurante favorito, turistas estocando mercadorias UVA da Mincer's. Há uma enfermeira no Roots pegando saladas para colegas de trabalho e um grupo de pessoas com esteiras de ioga penduradas nos ombros entrando no Corner Juice. The Corner é um centro comunitário para todos, de estudantes a turistas.

Pouco depois que a pedra fundamental da Universidade da Virgínia foi lançada a poucos metros de distância, enquanto Thomas Jefferson e outros observavam, um pequeno canto de pensões e restaurantes começou a surgir ao redor da Universidade, que era separada da cidade de Charlottesville. Hoje, o Corner consiste em oito blocos repletos de lojas e restaurantes, representando o cruzamento da University e da área metropolitana de Charlottesville. Embora a UVA se torne visivelmente mais silenciosa quando os alunos vão para casa no verão, o pulso da atividade da Esquina continua à medida que os alunos de verão e os moradores locais frequentam os negócios lá.

Desde a época dos cavalos e charretes até as atuais scooters Lime, muitos estabelecimentos vieram e se foram, enquanto alguns resistiram ao teste do tempo. Independentemente de quem ocupa um lugar na University Avenue, o espírito da rua principal perdura e muitos lugares permanecem na memória dos alunos por muito tempo após a formatura.

História Relacionada

Mural dá vida ao trabalho do poeta laureado no UVA’s Corner

Acompanhado por Alexander “Sandy” Gilliam, oficial de história da Universidade e residente de longa data de Charlottesville, demos uma olhada mais profunda em alguns desses edifícios-chave e suas transformações ao longo dos anos.

1515 University Ave.

O prédio agora conhecido apenas por seu endereço, 1515, foi construído pela primeira vez em 1896 para ser uma pensão estudantil administrada pela Sra. Todd. Gilliam se lembra de muitos dos negócios agora comerciais na Elliewood Avenue e depois de Bodo's na University Avenue como casas administradas por mulheres viúvas para jovens barulhentos na Universidade pré-coeducacional.

Após a sua vida como pensão, a parte frontal foi renovada por volta dos anos 1930 e 1515 foi dividida ao meio para permitir dois negócios diferentes no seu interior. O lado esquerdo era o The Cavalier, também conhecido como Cavalier Diner, operado por Charles Smith, que servia sanduíches em seu refrigerante. De acordo com “Around the Corner: After I War World”, um livro do falecido residente de Charlottesville Joseph Eddins, “[Smith] também dirigia o Cavalier Pressing Club, que atendia às necessidades urgentes e de limpeza dos alunos. Isso ficava na parte traseira de sua metade do prédio e tinha uma porta na parte de trás para entrega e retirada de roupas. ”

The right side of the building housed Jamieson’s Book Store. The proprietor, Mr. T. Jamieson, used to work for the Anderson Brothers Book Store down the street. Eddins wrote that Jamieson loved books so much he felt he needed to own his own store.

After the closure of the Cavalier Diner and Jamieson’s, 1515 was opened up again to contain Lloyd’s Rexall Drugstore and, prior to 1515, was the home of the UVA Student Bookstore.

Now the site of a University-owned, open-concept student study and hang-out spot, 1515 University Ave. encompasses the spirit of the Corner as a gathering place for the community that surrounds the University. The student space features a stage for performances, a coffee shop for hungry studiers, rooms for relaxation, rehearsals, watching TV and playing games. [Learn more about the 1515 space aqui.]

1417 University Ave.

Anderson Brothers Book store, established in 1876, was the largest student bookstore in Charlottesville before the creation of UVA’s official University Bookstore. Originally only a two-story building with several businesses on the first floor and Anderson Apartments on the second, the building was restored after World War I, according to Eddins, and an additional level was built for more apartment space. The apartments served as convenient housing for the families with loved ones in the hospital and provided permanent residences to a few locals, including the Nance sisters, who operated the University Tea Room across the street.

This spot on the Corner is the site of little-known anecdotes and traditions. In Eddins’ book, he recounts a specific history of the sidewalk in front of Anderson’s. “Captain Schnieder operated the first large-scale newspaper business on the Corner. He was a large, jovial, one-armed German and he met the very early trains with his dog and a two-wheeled push cart. He would stack the packaged newspapers on his cart and push it up West Main Street to Anderson Brothers Book Store. There he stacked them on wooden strips along the sidewalk, under the shelter, and began selling newspapers at 7:00 a.m. every morning.”

Schnieder’s specialty was “curbside service,” Eddins wrote. “Captain Schnieder would select the correct paper and rush to the vehicle to deliver it personally,” the book reports. Schnieder’s business was continued inside Anderson’s by Harold Diggs after the captain’s death.

Another Anderson’s secret? Behind the building, a pool hall served as a gym for the UVA boxing team. Gilliam said, “In [the] back of Anderson’s, there’s sort of a big building and the proprietor functioned as the unofficial coach of the boxing team, so it was also a good place to work out.”

According to Gilliam, whose father was a boxer, “In my parents’ time, you wore evening clothes to the boxing matches [and] Mem Gym was always packed. Basketball drew very small audiences in comparison.”

Anderson Brothers Book Store is now occupied by chain drugstore CVS, but students can still stop in for all their necessities just as others did at the popular book store generations ago.

1415 University Ave.

Chancellor’s Drug Store was owned and operated by Sam Chancellor, who was known as an “enthusiastic and dedicated supporter of the University and a considerate business man,” according to Eddins. He was one of the first businesses on the Corner to adopt Coca-Cola products and sell them in mass quantities.

Eddins explained, “Dr. Chancellor’s philosophy was to give, free of charge, Coca-Colas to all doctors, house-staff and interns as long as they were wearing their University Hospital white coats while drinking it.” While the health benefits of Coke have been altogether debunked, there’s no doubt this was a shrewd and profitable business move for Chancellor, Eddins believed.

Gilliam’s first introduction to the Corner came in the summers during World War II when his father would send him and his siblings to live at his grandmother’s house on Virginia Avenue. “The grownups, in exasperation, would say, ‘Stop bothering your sister and go do something.’ So, I would go to the Corner,” he said.

Chancellor’s played a particularly important role for Gilliam during long summer nights.

“My great uncle Ned had retired and was living at his sister’s, my grandmother’s house on Virginia Avenue. Every night at 8:30, the ‘George Washington,’ the elegant principal train of the C&O Railway, would pass under the Beta Bridge, headed west. We would walk up to watch it, and then Uncle Ned would walk us to Chancellor’s for ice cream cones, almost always peach,” Gilliam said.

What was once a unified store with Chancellor Apartments on the top levels is now split between three different tenants, currently including Chase Bank, the Charlottesville Police Department and the Juice Laundry. You can still make out the name of the old drugstore engraved above the doorway between Chase and the police department.

The Juice Laundry, founded by UVA alumni Mike and Sarah Keenan, is a revolutionary business that in some way carries on the spirit of Chancellor – albeit with healthier products.

The Juice Laundry’s mission is to redefine the food business on both the corporate and consumer sides of the equation, Mike Keenan said. The owners seek to look at all components of their business – including where they get their ingredients, how food is packaged and what they do with the waste at the end of the day – in order to better serve the environment and the health of their customers, he said. [Read more aqui.]

Keenan said he feels a sense of responsibility to the students who come to the Corner, as many are making their own food decisions for the first time. He believes the impact of businesses on the Corner is huge in the lives of those affiliated with the University.

“Not only is it the default place to eat for students, for everyone who works at the hospital [and] for a huge population of people who live in that area, in terms of convenience, it’s really the only place that a lot of people will go during their work day [or] during their school day,” he said.

With two locations in Charlottesville, one in D.C. and one coming soon to Richmond, Juice Laundry is growing quickly and becoming a tradition of the Corner – a location the Keenans couldn’t pass up.

“I remember when I was in school here there were certain spaces that always seemed to be rotating,” Keenan said, “Eventually, something maybe sticks there and becomes a staple of that strip.”

The Corner Now

The businesses on the Corner are more diverse than ever and, according to Gilliam, “the quality of food has risen enormously.” With more restaurant options and retail locations, the Corner is an ever-expanding hub of activity and livelihood for Charlottesville and the surrounding areas.

UVA alumnus Joseph Linzon, co-founder of both Roots Natural Kitchen and the Corner Juice, said his restaurants don’t see each other as competition, but rather a community of people working toward a common goal. For Linzon and his business partners, that goal is to make healthy food accessible and delicious.

“When we attended UVA, the Corner was a place we’d go all the time, but there never used to be healthy options near Grounds. As we began looking for healthy food for ourselves, we found that most juice bars and cafés were limited in their offerings. We decided that we wanted to create and grow healthy food concepts that appeal to everyone, not matter what or how you eat”, Linzon said.

The Corner is still very much the center of student life – a feeling perhaps best captured in the spring during the agonizing games of the NCAA men’s basketball tournament. The final two games of the tournament drew massive crowds to the Corner to watch the heart-pumping plays as the Cavaliers battled their way to the Final Four and the national championship.

After the team’s victory, the streets were full of celebration that continued into the wee hours of the morning, with students, alumni and local residents flooding the intersection of University Avenue and 14 th Street.


Institutional Profile

The University of Texas MD Anderson Cancer Center is one of the world's most respected centers devoted exclusively to cancer patient care, research, education and prevention. It is located in central Houston in the Texas Medical Center.

MD Anderson was created in 1941 as part of The University of Texas System. The institution is one of the nation’s original three comprehensive cancer centers designated by the National Cancer Act of 1971 and is one of 51 National Cancer Institute-designated comprehensive cancer centers today.

U.S. News & World Report's "Best Hospitals" survey has ranked MD Anderson the nation's top hospital for cancer care. The institution has been named one of the nation's top two hospitals for cancer care every year since the survey began in 1990.

Quick Facts

Patient Care

Since 1944, more than 1.68 million patients have turned to MD Anderson for cancer care.

MD Anderson’s pathologists change a new patient’s initial diagnosis by another institution up to 25% of the time and cancer staging up to 38% of the time.

MD Anderson’s world-renowned physicians are extensively trained specialists who focus on one type of cancer and one aspect of treatment, giving them unrivaled expertise. 100% of MD Anderson’s surgeons are trained in oncology compared to 30% in community hospitals.

FY20 Patient Care Facts

  • MD Anderson cared for more than 151,133 patients
  • More than 8,200 patients were enrolled in 1,412 clinical trials exploring innovative treatments.
  • MD Anderson provided uninsured or underinsured Texans more than $254 million in uncompensated care.

Nosso povo

  • More than 22,200 employees, including 1,788 faculty
  • 1,360 myCancerConnection volunteers on-site volunteers on hiatus

Faculty recognition

MD Anderson boasts one of the nation's most esteemed faculties.

Among the institution's educators are:

  • 1 Nobel Laureate
  • 7 National Academy of Medicine members
  • 6 National Academy of Sciences members
  • 5 Academy of Arts and Sciences members
  • 49 American Association for the Advancement of Science fellows
  • 10 Association of American Physicians members
  • 26 American Society of Clinical Investigation members

Educational Programs

In FY 2020, more than 5,100 trainees participated in MD Anderson educational programs. Isso incluiu:

  • 1,796 clinical residents and fellows
  • 753 nursing trainees
  • 394 School of Health Professions students
  • 329 research trainees
  • 477 student program participants
  • 412 observers and visitors in special programs

Research at MD Anderson

At MD Anderson , important scientific knowledge gained in the laboratory is rapidly translated to clinical care. MD Anderson is home to one of the world’s largest cancer clinical trials programs, providing patients with access to life-saving investigational drugs before they are approved by the Food and Drug Administration.

In FY 2020, MD Anderson invested more than $973 million in research.

MD Anderson receives millions of dollars in grant funding from the Cancer Prevention Research Institute of Texas (CPRIT) for research, prevention, recruitment and training. MD Anderson received almost $55 million in funding from the Cancer Prevention & Research Institute of Texas in FY20, making it the year’s No. 1 recipient of CPRIT grants.

MD Anderson holds six National Cancer Institute Specialized Programs of Research Excellence (SPORE) grants in bladder, brain, leukemia, lung, ovarian and thyroid cancers.

MD Anderson’s Moon Shots Program™ continues to dramatically accelerate the pace of converting scientific discoveries into lifesaving advances that reduce cancer deaths. Launched in 2012 with six moon shots, the program has been expanded to 13 multidisciplinary teams of cancer experts collaborating and innovating to stop close to 20 types of cancer that collectively account for 63% of cancer deaths annually.

Commitment to Cancer Prevention

Cancer prevention plays a vital role in advancing MD Anderson’s mission to end cancer.

  • There were more than 31,000 patient visits to our Lyda Hill Cancer Prevention Center, which provides cancer screenings and risk-reduction services.
  • 1,400 people received tobacco cessation services through our Tobacco Treatment Program.
  • MD Anderson held 324 cancer prevention education programs in the community.


Music History: Histories and Chronologies

Carnegie Hall is pleased to make its performance archive available directly to the public for online search for the first time. This exhaustively researched database contains records of 50,000 events, both musical and non-musical, that occurred in the public performance spaces of Carnegie Hall from its opening in 1891 to present. As of today, records spanning the period between 1891 and 1950 are now publicly available with more than 15,000 events covered. Additional data will be released on a regular basis.

Searches can be made by keyword, composer, work, performer, date, or date range. Results can be filtered by venue and genre, and search results can be saved or shared through a link or exported to a PDF.


Assista o vídeo: Life of an Anderson University Student (Pode 2022).


Comentários:

  1. Yozshunris

    Completamente compartilho sua opinião. Nele algo está e é uma excelente ideia. Eu te ajudo.

  2. Ueman

    Eu acho que cometo erros. Vamos tentar discutir isso. Escreva para mim em PM.

  3. Egan

    Que resposta agradável



Escreve uma mensagem